Plataforma Parceiros pela Amazônia inicia 2019 com novas adesões

//Plataforma Parceiros pela Amazônia inicia 2019 com novas adesões

Plataforma Parceiros pela Amazônia inicia 2019 com novas adesões

A PPA – Plataforma Parceiros pela Amazônia completou um ano de existência em dezembro de 2018.  Lançada no final de 2017, neste primeiro ano de atuação a PPA gerou para seus membros uma série de resultados práticos e concretos, como:

  • Realização da 1a Chamada de Negócios da PPA para geração de oportunidades de investimentos; 
  • 1º Fórum de Investimentos de Impacto e Negócios Sustentáveis na Amazônia,
  • Lançamento do estudo  “Caminhos para o Investimento Sustentável na Amazônia: oportunidades para a aplicação dos incentivos fiscais da Zona Franca de Manaus”
  • Lançamento do estudo “Investimento de Impacto na Amazônia: Caminhos para o Desenvolvimento Sustentável”
  • Início do Programa de Aceleração de Negócios da PPA

 

Além dos trabalhos práticos, outro foco de ação foi trazer à plataforma novos membros e parceiros, alinhados à missão da PPA e comprometidos com o compromisso em adotar princípios e práticas ambiental e socialmente responsáveis em todas as operações na Amazônia brasileira.

Parte dos novos esforços de mobilização foram realizados no Pará, conduzidos por ECAM e Instituto Peabiru, parceiros que passam a integrar a Coordenação Executiva da Plataforma junto a Idesam, USAID e CIAT. Esses esforços têm resultado no engajamento de importantes empresas do setor privado atuantes no estado, expandindo o alcance da Plataforma na Amazônia.

Assim, damos às boas-vindas aos novos membros que iniciam este novo ciclo da PPA, que são as seguintes instituições e empresas:

Imaflora, Beraca, SITAWI, Instituto Humanize, Sol, Imerys, Ambientare, Gestor, Simineral, Cargill e Aimex.

Os novos membros vêm para fortalecer ainda mais o trabalho estratégico da PPA e reforçar a importância da participação do setor privado na liderança para a construção de soluções inovadoras para o desenvolvimento sustentável na Amazônia.

2019-01-24T19:34:09+00:00 24 de janeiro de 2019|Notícia|0 Comentários

Deixe um comentário