Belém recebe workshop de Programa de Aceleração de negócios de impacto

/, Programa de Aceleração PPA/Belém recebe workshop de Programa de Aceleração de negócios de impacto

Belém recebe workshop de Programa de Aceleração de negócios de impacto

Promovido pela Plataforma Parceiros pela Amazônia (PPA), programa atende startups do Amazonas e Pará

De 24 a 26 de abril, Belém (PA) vai sediar o segundo Workshop do Programa de Aceleração da Plataforma Parceiros pela Amazônia (PPA), iniciativa que apoia negócios de impacto socioambiental na região. Com a participação dos 15 empreendimentos acelerados pela PPA no Amazonas e no Pará, o evento vai abordar importantes técnicas de marketing, mercado e comunicação.  

O Programa de Aceleração teve início ainda em fevereiro, com a realização do workshop inaugural, em Manaus. Enquanto o primeiro foi voltado à estruturação dos modelos de negócios e construção de indicadores, este segundo encontro focará em aspectos como o posicionamento da empresa e da marca no mercado, a interação com clientes, a formação de preços, desafios da distribuição e comunicação digital.

Para a coordenadora do Programa de Aceleração, Ana Bastida, este workshop, assim como os outros três organizados pela PPA, foi pensado com base na demanda que os negócios relataram à equipe do Programa. A abordagem do encontro consistirá em aplicar na prática estratégias de marketing e comercialização, com aprofundamento no conceito dos quatro P’s do marketing (Produto, Preço, Praça e Promoção).

“O workshop terá uma dinâmica bastante prática e aplicada aos negócios. O último dia será focado mais na comunicação empresarial, com os parceiros da O2 Filmes e Uni Amazônia, que trarão novas ferramentas de comunicação para as empresas e também como contar a história de seus negócios, algo essencial”, adianta Bastida.

Os negócios selecionados para participar do Programa de Aceleração oferecem soluções sustentáveis para questões sociais ou ambientais nas áreas de gastronomia, resíduos sólidos, piscicultura, meliponicultura, artesanato, agricultura, extrativismo e robótica. Os 15 participantes do programa são os empreendimentos Da Tribu, 100% Amazônia, Awí Super Foods, Broto Tecnologia Agrícola, Coopmel, Chocolates De Mendes, Ecopainéis de Fibra de Açaí, Encauchados de Vegetais da Amazônia, Tipiti, Manaós Tech, Onisafra, Sustente Ecosoluções, Ração Mais, Peabiru e Manioca.

A maioria dos negócios trabalha com comunidades de agricultores familiares, extrativistas, ribeirinhos e indígenas em suas cadeias produtivas, ou ainda produzindo impactos ambientais positivos nas áreas de resíduos sólidos, com reaproveitamento de resíduos orgânicos.

“É a primeira vez que um grupo tão forte de empreendedores e startups se reúne para resolver problemas socioambientais da Amazônia a partir de seus próprios negócios. A solução para o desmatamento da floresta passa pelo desenvolvimento de soluções inovadoras para a economia da região. A Amazônia precisa de uma nova economia”, ressalta Mariano Cenamo, coordenador-executivo da PPA.

 

Sobre a PPA

A Plataforma de Parceiros pela Amazônia (PPA) nasceu com o objetivo de liderar a construção de soluções inovadoras para o desenvolvimento sustentável na Amazônia junto a empresas e o setor privado, priorizando investimentos em negócios de impacto socioambiental. Na prática, a PPA atua na incubação e aceleração de empreendedores, na realização de estudos estratégicos para ampliação de investimentos e por meio da parceria entre empresas, comunidades e governos.

Atualmente, a coordenação executiva da PPA é exercida pelo Instituto de Conservação e Desenvolvimento Sustentável da Amazônia (IDESAM), a Agência dos Estados Unidos para o Desenvolvimento Internacional (USAID), Centro Internacional de Agricultura Tropical (CIAT), a Equipe de Conservação da Amazônia (ECAM) e o Instituto Peabiru.

2019-04-22T09:57:40+00:00 22 de abril de 2019|Notícia, Programa de Aceleração PPA|0 Comentários

Deixe um comentário