Empreendedores que participam do Programa de Aceleração da PPA participaram de uma série de eventos e entrevistas ao longo dos últimos meses, incluindo feiras, exposições, festas, prêmios e eventos internacionais. 

Confira o giro dos negócios:

Em maio, a Manioca foi anunciada entre os três finalistas do Prêmio Nacional de Inovação, realizado pela Confederação Nacional das Indústrias. Dentre 1.746 empresas de todo o país, apenas 26 foram selecionadas como finalistas em diferentes categorias. A Manioca foi finalista em três categorias: marketing, produto e gestão de inovação.

A Ecopainéis do Açaí participou da Green Rio 2019, um dos mais importantes eventos de bioeconomia do Brasil, com direito a apresentação de Pitch. 

A CoopMel participou da Festa do Trabalhador e da 2ª Feira do Mel e Feira Agropecuária, em Boa Vista do Ramos. Ao todo, 500 produtores locais expuseram seus produtos durante quatro dias de evento.

Em Belém, a Chocolates De Mendes participou do Mini Festival Chocolates e Joias da Amazônia, no Polo Joalheiro, com exposições de produtos de empresas regionais. O evento foi promovido pelo governo estadual com apoio do Instituto de Gemas e Joias da Amazônia (Igama), Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae) e Companhia de Desenvolvimento Econômico do Pará (Codec). Em julho foi realizada outra edição do evento, também com a presença da Chocolates De Mendes.

A 100% Amazônia participou da Thaifex, principal feira internacional de comércio de alimentos e bebidas, tecnologia de serviços alimentícios, varejo e franquia da Ásia. O evento, realizado em Bankoc, busca estabelecer novas redes de negócio e contou com mais de 62 mil visitantes.

Em junho, a Awi Superfoods participou da Bio Brazil Fair/ Biofach América Latina, principal evento de negócios do setor na América Latina. Realizada em São Paulo, em sua 15ª edição, a Feira reuniu 672 expositores, sendo considerada a principal plataforma de lançamentos e tendências na área de produtos orgânicos certificados. O evento recebeu a visita de milhares de compradores e profissionais. 

A Manaós Tech foi uma das 35 startups, dentre 364 inscritas, escolhidas no Brasil para participar do programa Brazil Accelerate 2030, iniciativa global do Impact Hub e do Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD) voltada a impulsionar negócios de impacto socioambiental que estejam alinhados com os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS).

 Manaos Tech, Onisafra e Da Tribu foram finalistas no Red Bull Amaphiko, programa global da Red Bull que apoia o desenvolvimento de pessoas que estão propondo soluções para desafios sociais. A Da Tribu foi selecionada para participar do programa.

A Manaos Tech, também no mês de junho, começou a desenhar uma parceira com a Diretoria de Ensino e Pesquisa da Fundação Hospital Adriano Jorge, em Manaus, e em breve deve assinar um termo de cooperação na interface da área de saúde com tecnologia. A startup foi também capa do jornal Diário do Amazonas, com a abordagem de como a robótica insere crianças no mundo high tech, e matéria na Rede Amazônica e no SBT.

Sustente Ecosoluções e CoopMel foram entrevistadas pela CBN em Manaus sobre seus negócios e participação no Programa de Aceleração da PPA. E o Ecopainéis do Açaí foi destaque em matéria da Rede Amazônica.

A empresa 100% Amazônia participou do 2º Seminário sobre a economia do açaí na Amazônia, compondo a mesa sobre Dificuldades, Limites e Potencialidades do mercado, na Universidade Federal do Paré. E completou dez anos de atuação no final do mês. 

Da Tribu e Encauchados de Vegetais participaram do projeto Conexão Inspiramais, que oferece às empresas expositoras curadoria para criação e desenvolvimento de materiais inovadores em design e tecnologia. O projeto integra o Salão Inspiramais, único evento de design e inovação de materiais da América Latina. Realizado em São Paulo duas vezes ao ano, reúne mais de 150 expositores de diversas partes do país e conta com a presença de 7 mil visitantes do setor da moda, entre compradores nacionais e internacionais de todo o mundo. 

Os produtos da Encauchados foram destaque nas redes da BemGlô, loja da atriz Glória Pires voltada a produtos sustentáveis, e passam a ser comercializados na loja física da marca, localizada na rua Oscar Freire, em São Paulo. Ainda em junho, participou da Semana Estadual de Ciência, Tecnologia, Inovação e Desenvolvimento, promovida pelo Governo do Pará, Sebrae, Parque de Ciência e Tecnologia Guamá e Assembleia Legislativa, integrando a mesa Tecnologias sociais como políticas públicas para o desenvolvimento sustentável do Estado do Pará. 

A Peabiru Produtos da Floresta participou da 26ª edição do Circular Campina Cidade Velha, circuito que envolve espaços culturais do centro histórico da cidade de Belém (PA). No espaço da Peabiru Produtos da Floresta foi realizada roda de conversa sobre a meliponicultura e também degustação de receitas criadas com os ingredientes da sociobiodiversidade amazônica disponíveis na loja. Participou também da feira da biodiversidade durante o evento FloresTalks: Desenvolvimento + Floresta, realizado pelo Núcleo de Altos Estudos Amazônicos da Universidade Federal do Pará, em Belém. Manioca e 100% Amazônia participaram também do FloresTalks, espécie de “TEDx da floresta”.

A Manioca integrou mesa temática sobre a Amazônia durante o evento Finanças do Bem, realizado pela Sitawi em São Paulo, no qual montou também um stand com seus produtos. Participou também do evento Negócios pela Terra, promovido pela Conexsus em São Paulo com objetivo de conectar empresas, compradores e empreendedores socioambientais aos produtos e serviços de populações tradicionais, indígenas e extrativistas, e do Ganepão, congresso profissional voltado a nutricionistas, também em São Paulo.

No início do mês de julho, a Ecopainéis de Açaí se prepara para visitar a maior fábrica de painéis e tecnologia de equipamentos na cidade de Krefeld, na Alemanha, e também a ecovila Findhorn, na Escócia, para conhecer processos de economia circular.

 

Sobre a PPA

A Plataforma de Parceiros pela Amazônia (PPA) nasceu com o objetivo de liderar a construção de soluções inovadoras para o desenvolvimento sustentável na Amazônia junto a empresas e o setor privado, priorizando investimentos em negócios de impacto socioambiental. Na prática, a PPA atua na incubação e aceleração de empreendedores, na realização de estudos estratégicos para ampliação de investimentos e por meio da parceria entre empresas, comunidades e governos.

Atualmente, a coordenação executiva da PPA é exercida pelo Instituto de Conservação e Desenvolvimento Sustentável da Amazônia (IDESAM), a Agência dos Estados Unidos para o Desenvolvimento Internacional (USAID), Centro Internacional de Agricultura Tropical (CIAT), a Equipe de Conservação da Amazônia (ECAM) e o Instituto Peabiru.