Ações Humanitárias em Juruti – Projeto Juruti Contra Covid-19

Compartilhar em facebook
Compartilhar em twitter
Compartilhar em linkedin

A primeira semana de dezembro será marcada por mais uma visita a Região do Mamurú Rio registrando uma nova fase do projeto “Juruti Contra Convid-19”. A ação visa combater os efeitos da pandemia em Juruti, oeste do Pará, percorrendo regiões de difícil acesso, levando cestas básicas. Na mesma semana, será atendida também a área urbana de Juruti. Projeto do Instituto Juruti Sustentável (IJUS), é uma iniciativa da PPA Solidariedade, com apoio da Agência dos Estados Unidos para o Desenvolvimento Internacional (USAID) pela NPI Expand, e parceria da Alcoa Foundation, Plataforma Parceiros pela Amazônia (PPA) e Cooperativa da Agricultura Familiar de Juruti (Cooafajur).

Os objetivos das frentes de apoio humanitário é realizar o atendimento de famílias que tiveram sua segurança alimentar e renda impactadas em decorrência da pandemia da Covid-19. Um total de 1000 famílias serão atendidas. Sendo 500 famílias residentes em 14 comunidades da Região do Mamurú Rio, compostas por ribeirinhos, indígenas, populações tradicionais e outras pessoas em situação de vulnerabilidade, e 500 famílias da região Urbana de Juruti.  Ação será finalizada com uma segunda entrega programada para janeiro de 2021. Será destinado um total de 2 mil cestas.

O critério utilizado para escolher a região do Mamurú levou em consideração o aumento do número de casos, nas comunidades e em seu entorno, bem como, a dificuldade logística de acesso e o grau de isolamento dessas famílias frente a pandemia. Para além da distância, o projeto levou em consideração a situação economica das famílias, tanto da zona urbana quanto rural, que em muitas vezes não possuem acesso a itens de higiene e limpeza, como sabão, sabonete, o que acaba por impactar diretamente a prevenção contra o vírus.

O levantamento das famílias foi realizado através de parceria com a Associação dos Produtores do Rio Mamurú (APRIM), Conselho Escolar da Escola Municipal de Ensino Infantil e Fundamental Nossa Senhora Do Perpetuo Socorro, na comunidade Mocambo. Também com o Cadastro Único, Secretaria Municipal de Assistência Social, Secretaria Municipal de Administração, Centro de Referência Especializado de Assistência Social (CREAS) e Centro de Referência de Assistência Social (CRAS), para atendimento dos beneficiários da zona urbana de Juruti.

Elber Diniz,  Gerente de Projetos do IJUS, fala sobre a importância desta ação neste momento em que há um aumento no número de casos de Covid-19 na região do Mamurú, fronteiriça com o Município de Parintins (AM).

 “Buscamos novas parceiros para que juntos pudéssemos potencializar as ações, o desafio é enorme, muitas famílias não têm acesso à informação de como se prevenir. É necessário um olhar para as regiões mais remotas, buscamos chegar onde ninguém está indo. Temos uma missão em prol das pessoas, estamos nos dedicando muito para levar apoio a quem realmente precisa”, afirmou Elber Diniz.

Etapas de distribuição de cestas básicas

1º Etapa zona rural (região do Mamurú Rio) e urbana: 01 a 04/12/2020

1º Etapa zona urbana:

As datas de entrega das próximas etapas serão informas previamente aos beneficiários e órgãos de fiscalização do município.

Sobre o IJUS

O Instituto Juruti Sustentável (IJUS) foi estabelecido em agosto de 2008, o IJUS reconhecida como Organização de Utilidade Pública para o Estado do Pará .

O Instituto é composto pelo Conselho Juruti Sustentável – CONJUS, órgão voltado à promoção do diálogo coletivo entre organizações sociais, poder público e iniciativa privada; Fundo Juruti Sustentável – FUNJUS, mecanismo financeiro voltado a investimentos em projetos voltados ao desenvolvimento sustentável local; e indicadores para acompanhamento de aspectos do desenvolvimento socioeconômico de Juruti. Conselho, Fundo e Indicadores, juntos, integram a estratégia “Tripé Juruti Sustentável”, que norteia a atuação do IJUS desde a sua origem.

O Instituto Juruti Sustentável é composto de representantes da sociedade civil, empresas e poder público local, e tem como uma de suas principais características a natureza apartidária.

A PPA Solidariedade

USAID, NPI Expand, a Plataforma Parceiros pela Amazônia (PPA) e a SITAWI Finanças do Bem se uniram para criar uma parceria para ajudar a combater a COVID-19 no Brasil. A “PPA Solidariedade: Resposta à COVID-19 na Amazônia é uma iniciativa que engaja o setor privado em parcerias estratégicas para alavancar soluções inovadoras e escaláveis para fortalecer a resposta rápida a emergências e ao combate a COVID-19. A iniciativa irá trabalhar com parceiros da sociedade civil e do setor privado em quatro linhas de ação: Mobilizar campanhas de comunicação sobre os riscos e o engajamento das comunidades em medidas de mitigação e proteção para enfrentar a COVID-19 e capacitar as comunidades vulneráveis e/ou isoladas para proteger-se contra a exposição e transmissão da COVID-19; Promover medidas de prevenção e controle de infecções pela COVID-19 em instalações de saúde e nas comunidades; Apoiar o sistema de saúde local (hospitais, postos de saúde e unidades/serviços de saúde comunitários) para responder e controlar a COVID-19 por meio de serviços de saúde e vigilância; Apoiar empreendedores, pequenos negócios de impacto social e startups, grupos de produtores e cooperativas com pequenos aportes financeiros, serviços de assessoria empresarial e acesso a empréstimos a juros baixos ou microcrédito.