Grupo Temático de Mercados realiza oficinas para definir prioridades para 2021

Compartilhar em facebook
Compartilhar em twitter
Compartilhar em linkedin

Representantes das empresas membro realizaram série de encontros entre outubro e dezembro para refinar propostas de cinco linhas de ação para 2021

A pandemia da COVID-19 não permitiu que os grupos temáticos da PPA se encontrassem presencialmente, como foi feito em 2019. No entanto, isso não impediu que o grupo Mercados continuasse a avançar em novas propostas para o desenvolvimento sustentável na Amazônia.

Em junho, com coordenação do Instituto Peabiru, foram realizadas entrevistas e pesquisas com os membros para definir possíveis linhas estratégicas de ação, e quais seriam os projetos que o grupo de trabalho poderia abordar. A partir dessa consulta, foram definidas cinco linhas de ação que poderiam ser seguidas: capacitação de cooperativas, fortalecimento de compras locais, desenvolvimento de um marketplace, apoio a criação de uma “Marca Amazônia” e criação de uma certificação.

“O grupo gerou ideias muito interessantes e necessárias para o desenvolvimento da Amazônia. Estamos no processo de identificar sinergias para que possíveis projetos possam ser integrados e não tenham duplicidade. A intenção é que após as definições dos projetos, as empresas interessadas co-financiem as iniciativas junto com a PPA”, explicou Augusto Corrêa, secretário executivo da PPA.

As empresas que demonstraram interesse em cada linha de ação passaram então a se reunir em grupos menores, com encontros virtuais mediados pelo SenseLab, para refinar cada abordagem e começar a definir possíveis projetos para 2021. Em dezembro será realizado o encontro geral do grupo temático de Mercados, no qual os encaminhamentos iniciais de cada linha serão abordados além das possíveis sinergias, e o desenvolvimento de projetos continuará em janeiro.