Nossa Floresta Nossa Casa promove intercâmbio para agregar conhecimentos sobre o açaí

Compartilhar em facebook
Compartilhar em twitter
Compartilhar em linkedin

A agroindústria Dallan Açaí de Burutis/RO foi estabelecida em 2011 por iniciativa do empresário Pedro Ozéias Maifrede, um empreendedor de grande visão sem medo de novos desafios. Pedro abriu as portas de sua agroindústria e recebeu indígenas do povo Aikanã Kwazá e Arara para compartilhar sua vasta experiência na produção, beneficiamento e comercialização de açaí com apoio e articulação da Iniciativa Comunidades e Governança Territorial da Forest Trends pelo projeto Nossa Floresta, Nossa Casa – Mosaico Tupi.

Dentre as atividades, foi possível visitar todas as etapas e estruturas da agroindústria, possibilitando o entendimento dos processos de acordo com as normas sanitárias. Em caráter experimental foram beneficiadas 6 latas de açaí do povo Aikanã Kwazá, que estão no período da safra. Essa experiência prática forneceu subsídios para orientações precisas para a melhoria do produto, como por exemplo, o ponto de maturação correto para a coleta, que influencia no rendimento da polpa. 

Foi realizada ainda a visita a fazenda Dallan Açaí, que conta com 40 mil pés de açaí do Pará que são para o abastecimento da agroindústria. Esse momento proporcionou um maior entendimento do cultivo do açaí, e de todas as técnicas de manejo. A espécie está no momento de safra, sendo assim, foi possível também que os indígenas presenciassem a coleta mecanizada dos frutos. 

O intercâmbio resultou em uma série de trocas de experiências entre os dois povos indígenas presentes e o proprietário da agroindústria, despertou muito interesse nas duas iniciativas econômicas, ampliando seus conhecimentos e de suas comunidades, além de fortalecer as capacidades produtivas e promover conexões com mercados.

Sobre o projeto Nossa Floresta Nossa Casa

Nossa Floresta Nossa Casa é uma parceria estratégica da USAID e PPA, implementada pela Iniciativa Comunidades e Governança Territorial da Forest Trends (ICGT-FT) com o apoio do Greendata. O projeto atua junto às organizações e iniciativas econômicas de 8 Terras Indígenas (TIs) na Amazônia Brasileira, nos estados de Rondônia e Mato Grosso, sendo elas: Igarapé Lourdes, Kwazá do Rio São Pedro, Rio Branco, Rio Mequéns, Roosevelt, Sete de Setembro, Tubarão Latundê e Zoró.