PPA, Mercado Livre e ManejeBem em painel sobre Bioeconomia no evento Brasil em Código

No dia 10 de agosto, a PPA participou do painel sobre Bioeconomia do evento Brasil em Código, organizado pela GS1 Brasil – Associação Brasileira de Automação.

Brasil em Código – Painel “Amazônia: Construindo uma bioeconomia para a floresta e pessoas”. Juliane Blainski, Augusto Corrêa e Laura Morra.

A PPA partilhou do palco ESG + Tech. Nele foi possível discutir como as empresas podem usar a tecnologia para vencer os desafios na implementação efetiva de uma agenda ESG. Dentro da temática, nosso secretário executivo, Augusto Corrêa, conversou com Laura Motta, gerente sênior de Sustentabilidade do Mercado Livre, e com a Juliane Lemos Blainski, co-fundadora e CEO da ManejeBem, no painel intitulado “Amazônia: Construindo uma bioeconomia para a floresta e pessoas”.

No bate-papo, a tecnologia aliada ao mercado sustentável foi um dos pontos principais da conversa. “As portas estão abertas para co-construir soluções – desafios complexos exigem que somemos esforços, utilizando a tecnologia como aliada“, declarou Laura Motta. Em 2020, o Mercado Livre criou o programa Empreender com Impacto, focado em empreendedores da Biodiversidade – além da Amazônia, mata Atlântica e Cerrado, contando com 85 negócios participantes da iniciativa. O foco do programa é fornecer uma jornada de capacitação para que os empreendedores possam fornecer seus produtos no Mercado Livre, com mentorias individuais e benefícios de taxa, de soluções financeiras e logística para os empreendedores, além de outros apoios personalizados de estratégia comercial.

Complementando a discussão, Juliane Blainski entrou um pouco mais na questão de incentivo ao pequeno empreendedor rural: “A tecnologia é um caminho para uma comunicação mais fluída e um melhor ambiente para o diálogo – a ManejeBem sempre se propôs a ser um parceiro no desenvolvimento de pequenos produtores e acreditamos que cada um de nós pode ser um ponto de transformação para isso também“. Dentro da iniciativa da ManejeBem, existe o propósito genuíno de desenvolver pequenos produtores, com auxílio da tecnologia e tendo como base o impacto positivo socioambientais e econômico. Além da importância dos diagnósticos para entender as principais necessidades dos produtores. Nesse sentido, tem a educação, a extensão rural, a assistência técnica como um meios fundamentais, possuindo indicadores alinhados com os ODS para monitoramento desse impacto gerado.

 

Via Floresta no pátio de Pitch do Brasil em Código. José Mattos, CEO Via Floresta.

No Pátio de Pitch do evento, contamos com a presença da Via Floresta, representada pelo CEO José Mattos.  Diante do público, ele falou mais sobre a plataforma desenvolvida para encurtar a distância de comercialização de produtos da sociobiodiversidade para mais de 100 negócios amazônicos – piloto financiado pela PPA, o qual vêm de uma parceria que ocorreu via Aceleradora 100+.  Além de facilitar essa transição comercial, a iniciativa reverte recursos para as comunidades em formato de cursos, acompanhamento técnico, melhoria produtiva e investimento em desenvolvimento.