SITAWI lança três novas oportunidades para investir em impacto positivo

Rio de Janeiro, 03 de maio de 2022 – A SITAWI Finanças do Bem, através de sua Plataforma de Empréstimo Coletivo, lança novas oportunidades de investimento em negócios que geram impacto socioambiental positivo. Esta será a primeira rodada de investimentos do ano e contempla três negócios de impacto. Com o apoio da Plataforma
Parceiros pela Amazônia (PPA), as oportunidades para investir em negócios de impacto na Amazônia têm como meta captar R$100 mil para a cooperativa agroextrativista Sementes do Marajó e R$50 mil para a AMADEU – Amazonian Materials & Design United – agência de materiais sustentáveis da Floresta Amazônica. Já a terceira oportunidade de investimento, viabilizada pela SITAWI em parceria com o Instituto Sabin, visa captar R$500
mil para a Stattus4, startup de tecnologia engajada na construção de Cidades Inteligentes e Sustentabilidade.

As organizações Sementes do Marajó e AMADEU foram selecionadas através da Chamada para Negócios de Impacto, realizada em dezembro de 2021, e passaram por várias etapas de análise de impacto da equipe SITAWI para que, através dos recursos, possam seguir impactando positivamente pessoas e o meio ambiente. Com sede em Curralinho, no Pará, a Cooperativa Sementes do Marajó tem gerado, através da coleta e comercialização do açaí,
renda para 103 cooperados – extrativistas de famílias ribeirinhas – e visa aumentar a compra e o escoamento do açaí nos períodos de safra. Pioneira no uso de borracha amazônica para a produção de artigos de moda e design sustentáveis, a AMADEU possui um histórico de pesquisa e comercialização de materiais, com foco na preservação da floresta e na geração de emprego, renda e capacitação para famílias extrativistas (já tendo alcançado cerca de 100 famílias de 18 comunidades seringueiras). Com o empréstimo, visa ampliar a produção através de matéria-prima, equipamentos e do marketing internacional.

Já a Stattus4 está captando pela segunda vez por meio da Plataforma. A startup desenvolve soluções por meio da Inteligência Artificial para detectar com maior precisão vazamentos em sistemas de água e gás nas cidades, com o intuito de diagnosticar e evitar pontos de desperdício dos recursos e promover melhorias no abastecimento. Com o novo financiamento, a empresa pretende aumentar o fluxo de caixa para aperfeiçoar suas operações e a expansão de sua tecnologia inovadora.

Juntos, os três negócios contribuem para 9 dos 17 Objetivos de Desenvolvimento
Sustentável (ODS) da ONU.

Blended Finance e a democratização do investimento de impacto

Por meio do formato do “Blended Finance” (ou finanças híbridas), a SITAWI desenvolveu mecanismos financeiros para tornar o investimento de impacto mais atrativo tanto para o investidor quanto para o empreendedor de impacto. Assim, a Plataforma de Empréstimo Coletivo apresenta vantagens numa via de mão dupla, uma vez que oferece ao empreendedor condições melhores de juros em relação aos modelos tradicionais de empréstimo disponíveis no mercado e, ao mesmo tempo, devido ao formato de multi investidores e ao ticket acessível, amplia a participação de pessoas físicas, com rentabilidade atrelada ao impacto positivo.
Além disso, a SITAWI combina a captação de recursos com um processo de consultoria técnica e acompanhamento das organizações durante todo o período do empréstimo, além de apresentar aos empreendedores um vasto networking que pode apoiar ainda mais o seu desenvolvimento.

Critérios de seleção e avaliação dos negócios de impacto

A SITAWI seleciona negócios formalizados como figuras jurídicas que gerem impacto socioambiental positivo claro e comprovado. São analisadas a viabilidade econômica e a capacidade de repagamento das organizações. Com a flexibilização da pandemia da Covid-19 a nível nacional, foi possível a retomada das visitas técnicas pela equipe da
SITAWI, processo fundamental para facilitar a avaliação de critérios como equipe, liderança, capacidade de execução, mercado e modelo de negócios.
Segundo Aline Decarli, Coordenadora de Investimento de Impacto da SITAWI, as visitas de campo são fundamentais para que a equipe da SITAWI conheça as mais diversas realidades locais e também os desafios enfrentados por cada empreendedor. “Conhecer a realidade local é fundamental para compreender a fundo a organização, estreitar laços com a liderança e aproximar a SITAWI para o trabalho que será desenvolvido futuramente”, comenta Aline.
Em relação ao impacto, a SITAWI estuda tanto a extensão (quantas pessoas serão beneficiadas) quanto a profundidade do impacto (em que medida essa iniciativa muda a vida dessas pessoas). A avaliação também inclui entrevistas com fundadores, funcionários, clientes e beneficiários, complementando a análise das evidências.
“Durante a due dilligence, etapa de análise aprofundada das organizações que antecede a captação na Plataforma, avaliamos três grandes pilares: finanças, governança e impacto. Nas visitas em campo, buscamos evidências de tudo o que foi identificado remotamente nos três meses de análise, avaliando o desempenho da organização nos eixos prioritários utilizados para a recomendação ou não dos investimentos”, explica Maria Laura Florido, Coordenadora de Investimento de Impacto da SITAWI.

Negócios de impacto na Amazônia

Através do investimento de impacto, a SITAWI vem atuando para ampliar a mobilização de capital para empreendedores que contribuem para o desenvolvimento local e a geração de impacto socioambiental positivo na Amazônia, em parceria com a PPA. Através de rodadas de investimento temáticas para a região, a Plataforma já apoiou 11 negócios de impacto que valorizam a economia da floresta — gerando conservação da biodiversidade, renda para suas comunidades e preservando a cultura local.
São eles: COEX, Nakau, Tucum, OKA, Pratika, Luisa Abram, Comaru, 100% Amazônia, Tobasa, Cofruta e Coopavam.

Como investir

Para participar, é necessário que a pessoa interessada em investir realize cadastro e depois escolha o(s) negócio(s) de seu interesse no site da Plataforma de Empréstimo Coletivo SITAWI. A pessoa faz a reserva de investimento e, para confirmar, deve realizar uma TED ou gerar um boleto para pagamento referente ao investimento. Após a conclusão da captação, são emitidos os contratos de empréstimo entre as partes e o(a) investidor(a) recebe o título intitulado de 3CB (Certificado de Cédula de Crédito Bancário), que comprovam o investimento.
Após um período inicial de 3 meses de carência, os(as) investidores(as) recebem o valor do investimento durante 36 meses, com o pagamento de parcelas mensais referentes ao principal mais os juros.

Quer saber mais sobre como investir no impacto positivo pela Plataforma? Clique aqui